RSS

Um Pé na Meia-Final ou uma Mão na Bola?

Sport Lisboa e Benfica 0 – 1 Ch€ls£a

Estádio da Luz

O Benfica saíu injustamente derrotado do Estádio da Luz pelo clube dos novos ricos. Vi um Benfica encostar às cordas e a dominar por completo um clube com o orçamento.. (quantas?) vezes maior que o do nosso emblema.

Pressionámos alto, bem colocados, boas combinações mas pecámos na finalização e foi o suficiente para sermos derrotados na nossa própria casa. Um Chelsea eficaz que em duas oportunidades em toda a segunda parte fez golo, explorando o nosso ridículo ponto fraco que dura deste o princípio da época mas que o nosso mister continua a não ver por pura teimosia, arrogância ou estupidez aguda.

Uma debilidade na defesa já é o suficiente para dificultar as aspirações de uma equipa frente ao poderio ofensivo do Chelsea, mas a juntar a isso o limitado Jardel, era certo que iríamos ter grandes dificuldades daquele lado.. Não estão contentes com o Coentrão? Podem-no mandar de volta.

Um agradecimento especial também aos 5 pinos em campo que usam a mesma camisola, pois em 135 países diferentes toda a gente viu ao mesmo tempo o braço de John Terry, excepto 5 inergúmenos incompetentes, em especial um fiscal-de-linha e um árbitro de baliza (tragam uma cadeirinha para este… estar de pé hora e meia deve ser cansativo).

O Benfica ainda assim mostrou-se poderoso e dominador o que me deixa alguma esperança e acredito na qualificação em Londres, mas há coisas a rever. Temos equipa para eliminar o Chelsea em casa deles!

Esquecer os ingleses agora e concentrar no Braga, não esquecendo que tivemos 8 pontos de avanço e agora estamos a correr atrás do prejuízo… Só pergunto : porquê? Quem souber que responda.

Carrega Benfica.

Anúncios
 
 

Etiquetas: , ,

Exibição Miserável

Olhanense 0 – 0 Sport Lisboa e Benfica

O Benfica voltou a perder pontos, além de ter perdido pontos conseguiu coroar esse feito com, provavelmente, a pior exibição da época.

Equipa amorfa, sem ânimo, sem ideias durante o jogo todo. Um relvado em mau estado e um autocarro de defesas não pode servir de desculpa. Mau jogo de futebol, uma seca que daria sono a qualquer drogado em ecstasi.

Na primeira parte a única oportunidade de golo surgiu da cabeça de Jardel que atirou ao lado logo nos primeiros minutos da partida a partir daí nada mais se viu a não ser maus passes, domínios de bola ridículas… até chegar ao intervalo.

Na segunda parte entrou Aimar para dar qualidade ao meio campo mas este foi expulso num lance discutível em que entra com agressividade a mais e que mostra os pitons ao jogador do olhanense… leva o vermelho directo e falha assim Braga e Sporting.

A partir dalí o jogo praticamente acabou e a única oportunidade clara de golo surge dos pés de Saviol que rendeu Witsel mas o guarda-redes opôs-se bem.

Jorge Jesus pode ter abdicado definitavamente do título esta noite a não ser que os rivais escorreguem por terras do móvel, algo complicado. Resta alguma esperança, mas assim terão de haver mudanças.

Taças da liga são vitórias morais.

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Março 24, 2012 em 2011/2012, benfica, liga

 

Etiquetas: , ,

Benfica 180 minutos Superior

Sport Lisboa e Benfica 3 – 2 Porto

Estádio da Luz

Na noite em que foi anunciado que a final da Liga dos Campeões 2014 se jogaria no nosso estádio, tinha-se o dever de bater os nossos rivais na nossa Catedral… dito e feito.

O Benfica venceu com toda a justiça, colocando os pontos nos “i” do que foi a farça do jogo do campeonato. Ainda tivemos direito ao choradeiro dos azuis, num lance perfeitamente legal. Lindo.

Feio, novamente, foi o público do Estádio da Luz que mais uma vez se deixou insultar por um bando de murcões inaptos mentais na sua própria casa. De lamentar também a fraca assistência, mas não me vou repetir mil vezes. Frente ao Chelsea já sabemos quantos pessoas vão estar.

Em relação ao jogo propriamente dito, o Benfica venceu com toda a justiça, marcando um golo logo aos 4 minutos num pontapé de raiva do enorme Maxi Pereira. A equipa ficou um pouco amorfa depois do 1-0 e deixa os manKos de Vitor Pereira darem a volta ao jogo e quase matar de vez a eliminatória. Os nossos rapazes com orgulho ferido puseram de vez o fantasma Porto de lado e carregaram para cima do adversário com uma equipa mais coesa a meio campo e a lançar investidas mais fortes. Em 5 minutos o Benfica mandou três bolas no ferro.. parecia dia não. Ainda assim a arrogância de Jorge Jesus tem os seus lados positivos, em vez de ver, como nós adeptos, dia não; viu dia sim, pois a bola iria entrar mais cedo ou mais tarde. Entrou mesmo.

Nolito fez o empate mais que merecido para a equipa da Luz e o Benfica ía para o intervalo com um resultado insatisfatório. O porto acabou a meio da primeira parte.

Na segunda parte o Benfica controlou, e bem, o jogo a meio campo. As investidas do adversário eram sem efeito, Capdevilla anulou o monstro verde sem grandes problemas na segunda parte, o meio campo azul e branco foi sufocado por um brilhante Witsel e um bom Javi Garcia que teve umas paragens cerebrais na primeira parte.

Jesus mexeu bem colocando Gaitán e o Matador em campo. Cardozo explicou como se faz golos. É exactamente isto que procuro num avançado. Mariquices? Fintinhas? Grandes corridas? Oscar Cardozo é isolado com um passe tremendo e à entrada da área nem pede licensa e espeta um valente pontapé cheio de vontade e pragmatismo para dar a vantagem ao Benfica.

O resto do jogo foi controlado e garantimos a 4ª final da taça da liga consecutiva… e queremos vencer o troféu! De repente… já não tem importância ganhar a Taça da Liga. Os festejos do Porto foram pouco efusivos realmente.

O Benfica provou sim que tem melhor equipa e melhor treinador que os rivais do Norte. Vamos ver que efeito esta vitória terá no campeonato.

Carrega Mágico

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Março 22, 2012 em 2011/2012, benfica, taça da liga

 

Etiquetas: , ,

FINAL CHAMPIONS 2014 NA LUZ

O Climax da edição 2013/2014 da Liga dos Campeões será em nossa casa, na Catedral, no Inferno da Luz… no Estádio da LUZ!! Uma bela página da história do nosso glorioso clube será escrita nessa noite..

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Março 20, 2012 em benfica, Liga dos Campeões

 

Etiquetas: ,

O verdadeiro Inferno da Luz

“É preciso sair do país para enxergar o prestígio e o tamanhão do Benfica em todo o mundo. Estive três anos em França, no Marselha, joguei num estádio fantástico, o Vélodrome, convivi com grande jogadores como Papin e Waddle, mas o Benfica estará sempre no meu pensamento.

Os meus companheiros de equipa não percebiam muito o meu entusiasmo pelo

clube, já que sabiam pouco do futebol português, embora reconhecendo o tremendo historial do Benfica.

Durante os primeiros tempos tive de aturar os comentários de Papin, logo desde o inicio, sempre que jogávamos em casa.

Uns dias antes de cada jogo, o Papin chegava para mim e me dizia:

“Mozer, vais ver o que é um estádio cheio e um ambiente terrível.”

Terrível para os outros. Não sei se o se o Papin dizia isso para me intimidar, já que era novo no clube e não percebia muito daquela conversa.

Mas para mim, sempre pensava: “Este cara precisava de jogar no Maracanã ou no estádio da Luz, cheios.” Era o que eu pensava.

Até que, na taça dos campeões, nas meias-finais, o Benfica calhou no caminho do Marselha. Fiquei, ao início, desgostoso, porque ia defrontar o meu Benfica, o clube que os meus companheiros sabiam que eu adorava. Me lembro de Sauzée, o meu zagueiro do lado me ter perguntado: “Você vai estar em condições de jogar contra o Benfica?”

Aí, senti que beliscavam o meu profissionalismo. Nos dois, jogos joguei a duzentos por cento.

Depois do primeiro jogo, em Marselha, uns dias antes de jogarmos na Luz, virei para o Papin e lhe perguntei: ” Papin, voçê quer mesmo ver o que é um estádio cheio, com 120 mil a gritar todos para o mesmo lado?” Engraçada a reacção do Papin: “Voçê, está querendo me meter medo, Mozer?”

Não estava não e por isso lhe disse para esperar para ver. E já agora, tremer.

Pois bem, chegou o dia, chegámos no estádio da Luz e fomos logo indo para os balneários. Muitos risos, muita convicção de que íamos jogar a final da Copa dos Campeões. Lembro até que Tapie disse aos jornalistas franceses que lhe podiam chamar de Bernardette se o marselha perdesse a eliminatória.

Antes de subirmos ao relvado, para o aquecimento, Papin ainda troçou de mim, dizendo que estava já “tremendo de medo”. E ria-se bastante.

Os jogadores foram saindo do balneário e eu atrasei um pouco, porque estava colocando uma ligadura no tornozelo.

Quando cheguei perto do túnel de acesso ao estádio, começo a ver os meus companheiros, compeletamente assustados e todos do lado de dentro, não querendo entrar.
Só depois percebi que, nessa altura o Eusébio foi chamado ao relvado para receber uma homenagem e foi aí que o estádio quase vinha abaixo. Logo no momento em que os meus companheiros do Marselha se preparavam para entrar.

Claro que voltaram atrás assustados e me perguntado: “O que era aquilo?”.

Aquilo respondi eu, é o INFERNO DA LUZ. Aí todos me começaram a me dizer para ser eu o primeiro a avançar, subi as escadas, entrei no relvado, não fui mal recebido e quando olhei para trás, estava sózinho. Espreitando, àsaida da escadaria estavam alguns dos meus companheiros do marselha, ainda com um olhar de medo e só nessa altura começaram a entrar.

No regresso às cabinas, perguntei a Papin: “Já sabes agora o que é um estádio cheio e um grande ambiente?”

A resposta, nunca mais a esqueci: “Mozer, nunca vi uma coisa destas. Tudo isto é incrível. Sempre tiveste razão, o Benfica é ENORME!”

Naquela noite, o Marselha perdeu, fiquei triste mas senti orgulho pelo Benfica. E já agora, naquele balneário, fui o único a ter uma vitória.

Foi uma vitória moral, sobre aqueles que não acreditavam na grandeza do Benfica.”

José Carlos Mozer

 
1 Comentário

Publicado por em Março 16, 2012 em 2011/2012, benfica

 

Etiquetas: ,

Sport Lisboa e Benfica – Ch£ls€a

Sport Lisboa e Benfica – Chelsea Petrol nos quartos-de-final da liga dos campeões.

Um sorteio esquisito.. onde os clubes com mais dinheiro calharam todas fora no primeiro jogo para tentar resolver o jogo em casa. Eu acredito que o Benfica pode passar, qualquer a ordem dos jogos.

O chelsea tem uma boa equipa com bons jogadores mas a envelhecer e o Benfica se tiver a lição bem estudada poderá tirar partido desse factor. Temos de ser mais rápidos, mais fortes fisicamente e mais determinados pois intensifica-se também a fase em que a UEFA gosta de colocar quem lhe apetece na final. Provavelmente será para atribuir a bola de ouro, ou a Ronaldo ou a Messi…

Vão ser dois jogos para se disfrutar em que temos muitas hipoteses de ir às meias-finais da Liga dos Campeões, meias-finais que há muito nos escapam.

Será agradável receber David Luiz de novo no estádio da Luz, Benfiquista de coração e o Ramires, bom profissional que passou no Benfica…

Nunca gostei nem nunca hei-de gostar de equipas que tentam comprar o sucesso com o dinheiro do petróleo. Sim, fiquei contente por o Sporting ter eliminado o City. E ficarem feliz se o Benfica eliminar o Chelsea. Ficarei feliz pois o Benfica marcará presença nas meias-finais da Liga dos Campeões e mandará para casa uma equipa de “falso sucesso”. Clubes que se acham grandes, City, Chelsea mas que não têm 1/10 da história do nosso Glorioso Benfica.

 

 
 

Etiquetas: , ,

A Merda da Liga e a Merda dos seus Representantes

ESSA MERDA CHAMA-SE MANUEL ARMINDO E COMPANHIA

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Março 13, 2012 em 2011/2012

 

Etiquetas: